Fundação Sara comemora 15 anos festejando a “1ª Celebração de Cura” dos assistidos

São assistidos de várias cidades de Minas e outros estados que celebram a vida no próximo sábado

 

A Fundação Sara Albuquerque Costa está prestes a realizar um sonho: apresentar os assistidos curados ao longo de seus 15 anos de história. “É pra esse momento sublime que fazemos questão de existir, pra garantir a Vida, a Cura. Toda a Família Fundação Sara está em festa para celebrar esse momento histórico para nós”, emocionado, relata o presidente, Álvaro Gaspar Costa.

Segundo os especialistas, a descoberta de uma doença como o câncer provoca reações diversas em quem recebe o diagnóstico da doença, mas está longe de ser uma sentença de morte, principalmente quando diagnosticado precocemente. Os tratamentos contra o câncer evoluíram muito ao longo dos anos e tem trazido a esperança a milhões de pessoas. E a Fundação Sara se orgulha de poder amparar mais de 600 crianças e adolescentes em todo o estado de Minas Gerais e de outros estados, que lutam bravamente pela vida e, mais ainda, de celebrar a cura, a vida de muitos desses pequeninos guerreiros.

“São muitos os assistidos que voltam a Montes Claros para celebrar a cura, inclusive adolescentes da Bahia, para reviver nossa cidade num momento alegre e tentar, de alguma forma, amenizar as lembranças sofridas do tratamento. Uma equipe se mobilizou e tem preparado com muito carinho esse momento especial para a Fundação Sara e a nossa palavra é celebrar”, vibra Marlene Albuquerque Costa, vice presidente e idealizadora da “Celebração de Cura dos Assistidos da Fundação Sara”.

Esta linda festa será no próximo dia 5 e tem o intuito de promover um encontro dos assistidos curados da Fundação, para que juntos com seus familiares possam comemorar o maior e melhor sonho dessas crianças e adolescentes: a Vida!

E é esse o sentimento de Alcimere Soares da Silva, de 27 anos, natural de Janaúba, norte de Minas, pela gratidão da cura: “comecei meu tratamento contra um câncer do ovário no ano 1999 e a Fundação Sara representa tudo para mim, pois no momento mais difícil da minha vida, onde não tinha nem lugar para ficar veio à mão amiga da Fundação, que me deu apoio físico e psicológico. Hoje estou muito bem! É uma benção estar curada, aliás, me sinto muito mais do que curada, me sinto uma vitoriosa”, emociona-se, Alcimere Silva, assistida declarada curada há 14 anos.

Já para Genivânia Luiz Souto Jacudino, de Josenópolis, que foi diagnosticada com leucemia linfoide aguda aos 4 anos de idade, lembra das dificuldades enfrentas no tratamento – “Tomava muito remédio, meu tratamento foi cansativo, perdi meu cabelo, tive vergonha… Ele nasceu rápido, mas sofri preconceito. A Fundação Sara representava minha segunda casa, me acolheram de braços abertos, me ajudaram a não ter nenhum trauma”, lembra Genivânia, hoje com 17 anos.

“Para a Fundação Sara, é importante celebrar a cura de seus assistidos, crianças que hoje são adolescentes, adultos, pais de família, mas sem nunca esquecer os pequeninos guerreiros, que infelizmente sucumbiram à doença. Então, por toda dificuldade enfrentada pelas crianças e as famílias durante o tratamento, a entidade comemorará a vida desses guerreiros que mesmo perante as dificuldades souberam driblar os problemas nos dando uma lição diária de que lutar é preciso. Nós queremos continuar garantindo que na Fundação Sara o sonho de viver é maior!”, declara o presidente.

“Nunca desista porque acima de tudo está um Deus verdadeiro, que é um Deus poderoso, que me deu força durante todo o tratamento e me fez acreditar que a cura é possível”, finaliza Alcimere Silva.

Compartilhe:

Data da publicação 3 de outubro de 2013

Fundação Sara é beneficiada na etapa da Liga de Talentos em Belo Horizonte
Anterior

Secretário Estadual de Saúde visita Fundação Sara
Proximo



Fique por dentro das novidades: