Dia Mundial do Câncer

Fundação Sara faz blitz de conscientização no Hemominas em Belo Horizonte

A Fundação Sara Albuquerque Costa, realizou juntamente com seus voluntários, no último dia 04 de fevereiro, Dia Mundial do Câncer, uma Blitz de conscientização para as pessoas que foram doar sangue no Hemominas, em Belo Horizonte.

De acordo com o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea, o REDOME, mais de 1.500 pessoas aguardam um doador compatível de medula óssea no cadastro nacional. E, de acordo com o INCA, Instituro nacional do Câncer, a quantidade de doadores em potencial cresceu de forma exponencial, motivada justamente por campanhas de sensibilização. Ainda de acordo com o INCA os transplantes de medula óssea cresceram 57,51% no Brasil, incluindo os três tipos de procedimentos: aparentado, autólogo (medula retirada da própria pessoa) e não-aparentados.

Com a campanha da Fundação Sara, os cadastramentos de doadores no Hemominas da capital saltaram de 10, a média, para 40 cadastros, apenas no período da manhã. Durante toda a mobilização foram feitos mais de 60 cadastros. “O Brasil tem o terceiro maior banco de doadores de medula óssea do mundo, mesmo assim ainda temos muito a fazer, levando em conta que as chances de sermos compatíveis com alguém que necessita do transplante é de de 1 em 100 mil,” lembra a voluntária da Entidade, Márcia Ramos.

“A bandeira da Fundação Sara é promover melhorias no tratamento oncológico e essa ação é uma contribuição para aumentar as chances de cura através do transplante de medula óssea, sendo que muitas vezes esta é a única alternativa”, enfativa Álvaro Gaspar Costa, presidente da Fundação Sara.

Compartilhe:

Data da publicação 3 de fevereiro de 2013

Fundação Sara faz blitz na Hemominas para aumentar número de doadores de medula no Dia Mundial do Câncer
Anterior

Dia Internacional da Mulher
Proximo



Fique por dentro das novidades: