Campanha dentro e fora da Fundação

Aonde se ia dentro da Fundação Sara, durante o mês de novembro, lá estava ele: o laço dourado. Símbolo da campanha de combate ao câncer infantojuvenil o acessório e a cor serviram para mostra o quanto cada criança em tratamento vale ouro. A entidade tem cadastrados atualmente 707 crianças e adolescentes e cada um que passa por aqui merece um tratamento digno e diferenciado.
A meta da campanha desse ano foi demostrar para a sociedade a importância do diagnóstico precoce e do tratamento especializado para as crianças e adolescentes. Para cumprir essa meta foram realizadas várias campanhas de divulgação. No dia 21 de novembro a médica oncologista pediatra da Fundação Sara, Eliana Cavacami falou ao vivo na emissora Inter TV sobre o câncer infantojuvenil, tratamento e principalmente, esclareceu as duvidas e os mitos sobre a doença. “É muito importante passar esse tipo de informação para os telespectadores. Televisão também é isso e é nosso papel esclarecer as dúvidas sobre uma doença tão séria”, destacou o apresentador do telejornal Délio Pinheiro.
A campanha ganhou também parceiros importantes. No dia 18 de novembro o vereador Cláudio Prates visitou a sede da Fundação. Durante o ano de 2013 ele enfrentou o tratamento contra um câncer no tórax. Cláudio usou o apoio da família e da fé para suportar o tratamento e fez questão de motivar as crianças. “Eu voltei a casa com um olhar diferente. Depois que eu passei pelo câncer eu comecei a enxergar a doença de outra forma e sei o quanto é importante o apoio e o carinho para a cura”, disse o vereador.
Quem também visitou a entidade foram os jogadores da equipe de vôlei do Montes Claros. Quatro jogadores e o treinador estiveram na sede da Fundação Sara no dia 20 de novembro. Everaldo Lucena, de vinte e um anos se encantou pela causa e pela organização da Entidade. “Não sou de Montes Claros e estou há pouco tempo na cidade e não imaginava que existia aqui uma casa de apoio tão bonita e organizada”, elogiou o levantador. Quem se divertiu foi Lucas Vicente de Sales, de 14 anos um dos assistidos da Fundação. “Muito legal a presença deles aqui. Muitas vezes passamos o dia sem brincar e eles trouxeram uma energia nova para a casa”, destacou o adolescente.

Compartilhe:

Data da publicação 24 de dezembro de 2013

Uma semana de conscientização
Anterior

Maratona de divulgação
Proximo



Fique por dentro das novidades: