Fundação Sara inicia capacitação no Norte de Minas

Diagnóstico Precoce vai capacitar 350 profissionais da área da saúde em quatro cidades
No último dia 22 de setembro, foi realizado em Montes Claros, o lançamento do Projeto Articulando o Diagnóstico Precoce do Câncer Infantojuvenil III, no auditório do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde – CCBS, da Unimontes.
Entre os participantes do evento, membros do Instituto Ronald McDonald, representante do Comitê Científico de Onco-Hematologia Pediátrica da Associação Médica de Minas Gerais, e de profissionais da saúde, dos municípios de Montes Claros e de Capitão Enéas.
Durante o lançamento, várias autoridades em câncer infantojuvenil falaram sobre o assunto. Médicos, enfermeiros, profissionais da Estratégia Saúde da Família, entre outros, foram orientados sobre o papel de cada um, e o quanto são fundamentais na tarefa de detectar a doença em seu início. O Projeto vai capacitar 350 profissionais da área da saúde em Montes Claros, Capitão Enéas, Brasília de Minas e Icaraí de Minas, até o ano de 2012.
A participação das pessoas no evento deixou a certeza de que assim como a Fundação Sara, muita gente se preocupa com os pequenos pacientes que lutam contra o câncer, e este interesse pela causa é o primeiro passo no caminho em busca da cura.

Articulando o Diagnóstico Precoce III:

O Projeto vai capacitar 350 profissionais da área da saúde em Montes Claros, Capitão Enéas, Brasília de Minas e Icaraí de Minas, dando-lhes condições de detectar os sintomas iniciais do câncer infantojuvenil. Participam das aulas médicos, enfermeiros, dentistas, psicólogos e técnicos da Estratégia Saúde da Família.
Nos anos de 2008 e 2010, mais de 400 pessoas das cidades de Montes Claros, Matozinhos e Lagoa Santa já foram capacitadas. O enfermeiro, Alex Soares, garante que a experiência é enriquecedora. “O caminho no combate ao câncer é descobrir a doença no início. Por isso, os conhecimentos que adquiri na capacitação auxiliaram, e muito, na minha formação profissional”, conclui ele, que participou da turma de 2008.
O câncer ainda é a principal doença a causar mortalidade na faixa dos 5 aos 19 anos de idade, segundo o Instituto Nacional de Câncer – INCA. A Fundação Sara trabalha para mudar esta realidade, habilitando cada vez mais pessoas, tornando-as aptas na detecção do câncer, conforme explica a Coordenadora Técnica do Projeto, Weslane Cavalcanti. “Existe a cura. Desta forma, precisamos expandir as capacitações para mais municípios do Norte de Minas, viabilizando o diagnóstico e o tratamento da criança e do adolescente”, diz. É importante ressaltar, que descoberta no início, as chances de cura da doença chegam a 85%, como apontam dados do INCA.
A situação do Norte de Minas, em relação ao diagnóstico é preocupante, como observa a Coordenadora Científica do Articulando o Diagnóstico Precoce, a Oncopediatra Eliana Cavacami. “Mais de 50% dos cânceres na região não são diagnosticados. No caso de crianças e adolescentes, o diagnóstico precoce é o primeiro passo a caminho da cura, uma vez que a doença não pode ser evitada”, esclarece.
A mobilização a favor do diagnóstico precoce ocorre em todo o país. A Campanha dos Cofrinhos, da rede de restaurantes McDonald’s está viabilizando a realização do Programa Diagnóstico Precoce do Instituto Ronald McDonald, parceiro da Fundação Sara. A doação de troco de clientes do restaurante, em prol da causa do câncer infantojuvenil tem permitido a capacitação de mais profissionais da saúde.
E a Fundação Sara deseja, justamente, munir os profissionais de conhecimentos, de maneira que eles sejam peças fundamentais no diagnóstico precoce.

A capacitação cerca de 160 profissionais da saúde, dos municípios de Montes Claros e de Capitão Enéas já iniciou no dia 29 de setembro e segue todas as quintas-feiras até fevereiro de 2012. Logo depois inicia a capacitação dos profissionais da área da saúde das cidades de Icaraí de Minas e de Brasília de Minas.
A iniciativa da Fundação Sara com o Diagnóstico Precoce faz parte da missão da entidade, que é prestar assistência social às crianças e adolescentes com câncer e ser agente de promoção de conhecimentos e de melhorias do tratamento oncológico, aumentando a expectativa de cura dos pequenos pacientes.

Compartilhe:

Data da publicação 29 de setembro de 2011

Fundação Sara realiza VI Feijoada Beneficente em Montes Claros
Anterior

Solidariedade a favor das crianças da Fundação Sara
Proximo



Fique por dentro das novidades: