Vem aí o trimestre de cuidados com a família

Câncer infantojuvenil é o tema do Setembro Dourado.

Assim como o outubro é rosa e o novembro é azul para ações de prevenção do câncer de mama e do câncer de próstata, o SETEMBRO é DOURADO — mês dedicado à conscientização sobre o câncer infantojuvenil.

O Setembro Dourado é uma iniciativa da Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer – Coniacc, que congrega instituições espalhadas por todo o Brasil. As instituições afiliadas, como a Fundação Sara, replicam a campanha em suas regiões com o objetivo de levar conhecimento sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), 80% das crianças e adolescentes com câncer que têm diagnóstico precoce e realizam o tratamento em centros especializados, são curados. Em outras palavras, a cura está mais perto para as crianças e adolescentes que descobrem o câncer logo em seu início.

Segundo a oncopediatra da Fundação Sara, Dra. Eliana Cavacami, é comum que os sintomas do câncer infantojuvenil sejam confundidos com sintomas de outras doenças da infância.

“O que os pais e responsáveis devem ficar alertas é à persistência das alterações na saúde da criança e do adolescente. Quanto mais cedo o diagnóstico e o tratamento especializado, maiores são as chances de cura”, explica a oncopediatra.

O câncer infantojuvenil é uma doença rara se comparada ao câncer em adultos. No entanto, representa a primeira causa de morte, por doença, na faixa etária entre 01 e 19 anos. Por ano, são registrados mais de 8 mil novos casos nessa faixa etária, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA).

Conhecimento cura

Assim, o combate ao câncer infantojuvenil começa com a disseminação do conhecimento sobre os principais sinais e sintomas da doença aos pais, responsáveis, cuidadores, professores, médicos, dentistas e todos que assistem às crianças e adolescentes, para alcançar uma maior taxa do diagnóstico precoce e, consequentemente, da cura.

Desde 2008, a Fundação Sara atua com capacitações e palestras sobre câncer Infantojuvenil, por meio do Programa Conhecimentos que Curam. Nesse período, cerca de 15 mil profissionais da saúde – médicos, enfermeiros, dentistas, técnicos e agentes de saúde – e público em geral dos municípios norte mineiros foram capacitadas.

“É um trabalho que precisa ser constante, pois com a expansão das equipes de saúde nos municípios e até mesmo devido às mudanças dos profissionais, sempre há equipe nova para capacitar”, destaca a Dra. Cavacami.

Recentemente, a Fundação iniciou um trabalho de capacitação dos profissionais da estratégia saúde da família do Norte de Minas, em parceria com a Superintendia Regional de Saúde.

“A atenção primária de saúde exerce um importante papel no diagnóstico, pois é a porta de entrada do SUS e o serviço mais acessível para a população em geral.  Com a capacitação, além de incentivar os profissionais a suspeitarem que sinais e sintomas persistentes pode ser câncer, estabelecemos uma relação direta nossa com os profissionais dos municípios para que possam nos acionar em caso de dúvidas”, completa a médica.

O primeiro encontro online aconteceu no dia 19 de agosto, e a segunda turma já tem data reservada para o dia 02 de setembro.

23 anos de Solidariedade

A Fundação Sara foi instituída em junho de 1998, na cidade de Montes Claros/MG, com o intuito de oferecer amparo a todas as famílias com crianças e adolescentes com câncer da região. O desejo de criar uma instituição filantrópica nasceu no coração de Álvaro e Marlene, pais da pequena Sara, que durante mais de dois anos lutou para vencer a doença, mas infelizmente não resistiu.

Quem acompanhou a história de luta da família se comoveu e se juntou à causa e, assim, a instituição foi ganhando força. A missão de oferecer assistência social ampliou para outros eixos, como o trabalho de diagnóstico precoce, realizado na região, as significativas contribuições aos hospitais onde as crianças e adolescentes se tratam e a criação de uma filial na capital mineira, em 2010. No total, já somam mais de 1.300 famílias amparadas. Para saber mais acesse www.fundacaosara.org.br.

Sobre a CONIACC – Confederação Nacional das Instituições de Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer

A CONIACC representa as instituições de apoio à criança e ao adolescente com câncer espalhadas por todo o Brasil. Atualmente conta com 49 Instituições filiadas.

Através da CONIACC surge uma nova abordagem do papel das Instituições de Assistência às Crianças e Adolescentes com Câncer, ancoradas por uma visão de futuro, reconhecendo a responsabilidade de sua liderança em proporcionar melhor qualidade de vida e dignidade, minimizando a dor e o sofrimento dos pacientes portadores de câncer infantojuvenil.

Graças ao engajamento de seus dirigentes, a CONIACC possui representatividade e um propósito bem definido, que é o de estimular e apoiar através de uma rede de ações, em todos os níveis da sociedade, um olhar mais sensível para a criança e o adolescente com câncer e suas famílias.

Mais informações no site www.coniacc.org.br.

Compartilhe: