Imposto de Renda

Veja como ser solidário sem tirar nada do seu bolso

Muitas pessoas acreditam que não recebem do governo serviços de qualidade em contrapartida aos impostos que pagam; ou que o dinheiro dos impostos é mal-empregado. O que poucos sabem é que é possível ajudar instituições de amparo a crianças e adolescentes, como a Fundação Sara, com parte desse dinheiro, sem nenhum prejuízo para o declarante.

A iniciativa é amparada pela Lei Federal 8.069/90, que permite a destinação por meio do Fundo da Infância e da Adolescência – FIA. Portanto, se você tem restituição ou imposto a pagar, você pode participar e destinar recursos, beneficiando-se da lei. O valor destinado ao FIA é automaticamente deduzido do Imposto total a pagar. No caso de quem tem imposto a restituir, o valor destinado ao FIA é acrescido à restituição.

De acordo com a gerente geral da Fundação Sara, Silvana Amorim, o valor recebido anualmente pela entidade é fundamental para ajudar nas despesas com assistência às crianças e adolescentes com câncer de diferentes regiões acolhidos pela entidade. “É uma iniciativa amparada por lei, é fácil de fazer, pois a escolha é no próprio formulário da declaração, e sem custo nenhum para o declarante, ou seja, basta querer fazer”, enfatiza a gerente.

O médico cirurgião plástico, Gabriel Sarmento, é um dos declarantes que faz questão de fazer valer seu direito. “Primeiro porque eu conheço a Fundação Sara já há alguns anos, sei da importância e da necessidade do trabalho deles frente ao combate ao câncer infantil. E segundo porque não há custos para mim para fazer essa doação”, destaca.

Crianças beneficiadas com a campanha

Gêmeas Raissa e Raquel, assistidas pela Fundação Sara

Os recursos da campanha são investidos na assistência de crianças e adolescentes, como as gêmeas Raissa e Raquel, diagnosticadas com câncer (tumor de suprarrenal) em setembro de 2019. “No primeiro momento a gente ficou apavorado, mas graças a Deus, no mesmo mês as duas foram operadas para a retirada do rim afetado de cada uma e começaram o tratamento. Até agora tudo tem dado certo. Elas não estão sentindo mais as reações que sentiam no início da quimioterapia”, destaca o pai, Nilson.

Desde o diagnóstico, a família recebe total apoio da Fundação Sara. “Além do apoio financeiro, a gente recebe assistência da psicóloga, da nutricionista, assistente social. É por causa disso e da nossa fé que não abaixamos a cabeça por nada”, conclui a mãe, Adriana.

Para fazer valer seu direito, entre em contato com seu contador ou com a Fundação Sara, pelo contato (38) 3214-5500. Você também pode acessar o site www.fundacaosara.org.br/impostoderenda , onde há mais informações, inclusive um passo a passo.

Sobre a Fundação Sara Albuquerque

A Fundação Sara foi instituída em junho de 1998, na cidade de Montes Claros/MG, com o intuito de oferecer amparo a todas as famílias com crianças e adolescentes com câncer da região. O desejo de criar uma entidade filantrópica nasceu no coração de Álvaro e Marlene, pais da pequena Sara, que durante mais de dois anos lutou para vencer a doença, mas infelizmente não resistiu.

Quem acompanhou a história de luta da família se comoveu e se juntou à causa e, assim, a entidade foi ganhando força. A missão de oferecer assistência social ampliou para outros eixos, como o trabalho de diagnóstico precoce, realizado na região, as significativas contribuições aos hospitais onde as crianças e adolescentes se tratam e a criação de uma filial na capital mineira, em 2010. No total, já somam mais de 1.200 famílias amparadas.

Em 2018 a entidade foi reconhecida pelo Instituto Doar e Rede Filantropia como uma das 100 Melhores ONGs do Brasil dentre mais de 2.500 inscritas na seleção. Para saber mais acesse www.fundacaosara.org.br.

Compartilhe: